Sábado, 25 de Abril de 2009

HERÓI E SANTO

Nuno de Santa Maria torna-se este Domingo, 26 de Abril, o primeiro português a ser canonizado desde que Paulo VI, a 3 de Outubro de 1976, declarou Santa a religiosa Beatriz da Silva.

 

A cerimónia é presidida por Bento XVI, que assim apresenta a figura do Condestável como digna de veneração em todo o mundo. Os peregrinos que se irão reunir na Praça de São Pedro têm ao seu dispor um livro, para acompanhar a celebração, com a biografia de D. Nuno Álvares Pereira em português, italiano e inglês.

 

Antes das 10h00 (hora local, menos uma em Lisboa), já os presentes no local são convidados a preparar a cerimónia de canonização, escutando alguns pensamentos dos cinco novos santos: o Condestável e os beatos italianos Arcangelo Tadini, Bernardo Tolomei, Gertrude (Caterina) Comensoli e Caterina Volpicelli. Do novo Santo português destaca-se o espírito contemplativo, a pobreza, a humildade e a caridade, a devoção à Eucaristia e a Nossa Senhora, citando-se Bento XV, que o beatificou em 1918.

 

A celebração eucarística inicia-se com a procissão rumo ao altar, onde celebrarão Bento XVI e 50 concelebrantes. Após o acto penitencial, inicia-se o rito da canonização, em Latim. O prefeito da Congregação para as Causas dos Santos, D. Angelo Amato, acompanhado pelos postuladores das causas, pede que os cinco beatos sejam inscrtidos no “álbum dos Santos” e “como tal sejam invocados por todos os cristãos”.

 

Nesta altura, é apresentada uma breve biografia dos novos Santos e é cantada a Ladainha.

 

Bento XVI profere, em seguida, a Fórmula de canonização:

“Em honra da Santíssima Trindade, para exaltação da fé católica e incremento da vida cristã, com a autoridade de nosso Senhor Jesus Cristo, dos Santos Apóstolos Pedro e Paulo e a Nossa, após ter longamente reflectido, invocado várias vezes o auxílio divino e escutado o parecer dos nossos irmãos no Episcopado, declaramos e definimos como Santos os Beatos Arcangelo Tadini, Bernardo Tolomei, Nuno de Santa Maria Álvares Pereira, Geltrude Comensoli e Caterina Volpicelli, e inscrevemo-los no Álbum dos Santos e estabelecemos que em toda a Igreja eles sejam devotamente honrados entre os Santos”.

 

Lida a fórmula, são colocadas junto ao altar as relíquias dos novos Santos e a assembleia repete “Aleluia”. O Arcebispo Amato e os postuladores agradecem então ao Papa.

 

O prefeito da Congregação para as Causas dos Santos pede que seja redigida a Carta Apostólica a respeito das canonizações que acabaram de ter lugar. Bento XVI responde “Decernimus”, ou seja, “ordenamo-lo”.

 

A primeira leitura da Missa será proclamada em português. O Evangelho, por seu turno, em Latim e grego. Após o Credo inicia-se a Liturgia Eucarística, que segue os momentos habituais de todas as Missas dominicais.

 

Após os ritos de conclusão, o Papa dirige uma pequena saudação e segue-se a recitação do Regina Caeli, a oração mariana do tempo de Páscoa.

Segundo informação da Agência Ecclesia

publicado por beatonuno às 16:29
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. EM POMBAL NADA FAZ MAL - ...

. EM POMBAL NADA FAZ MAL - ...

. HERÓI E SANTO

. BEATO NUNO PROMOVIDO A SA...

. JÁ NÃO É SEM TEMPO

. Dos Calhaus da Diocese Br...

. AS ORAÇÕES ESCOLARES NO L...

. O POTE DA VERDADE

. BRACARA AVGVSTA

. COIMBRA

.arquivos

. Junho 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Julho 2008

. Maio 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds